sábado, fevereiro 03, 2007

As Escolhas do Jonas - A Verdadeira OPA

3, 2, 1 ... está no ar!

As Escolhas do Jonas volta para mais um post delirante mas, ao mesmo tempo, certeiro. Aliás, um bocadinho mais certeiro que a equipa inteira do Benfica contra a baliza do Boavista.

Esta semana resolvi chamar a atenção para um verdadeiro negócio que passou algo despercebido e que tem Braga (e Lisboa) como pano de fundo.
Durante este último ano e tal, só temos ouvido falar da OPA* do Belmiro à PT (e depois da OPA do BCP ao BPI, num estilo um bocado cábula mas pronto).
De facto, foi dito que, a concretizar-se, este seria o negócio mais importante de Portugal das últimas décadas.
Deixando de parte o facto esquisito e algo confuso de que a empresa comprada ser maior que a empresa compradora (a analogia mais próxima que consigo arranjar seria a compra do FC Porto pelo Estrela da Amadora! - que aconteceu em pleno Dragão), convém referir que a verdadeira OPA partiu, não de Lisboa, mas de Braga!!!
Na realidade, a operação de aquisição mais importante foram (rufos de tambores) as sucessivas compras de vereadores e câmaras inteiras pela Bragaparques!
Este negócio (com origem em Braga - convém sempre realçar isto, pois revela que Braga é terra de gente dinâmica) foi correndo sempre bem, até se deparar com um negócio de alto risco de capital incerto (o vereador José Sá Fernandes, Justiceiro para os amigos).
De facto, a tentativa de compra deste vereador (se bem que falhada) foi uma verdadeira OPA, de carácter perfeitamente hostil, com escutas e PJ metidas pelo meio.
Este negócio foi tão importante e emocionante (e ainda não acabou) que Hollywood está interessada em tornar este enredo em filme.
Preparem as salas de cinema para o novo filme (futuro vencedor de óscares, globos de ouro, prémios olímpicos e prémios Nobel - acentuar correctamente no «e», conforme o Saramago nos disse): «O Justiceiro Solitário».

Não sei se alguém reparou mas, aparentemente, na RTP, está a decorrer um concurso cujo objectivo é eleger o maior Português até agora (quase como uma Liga dos Campeões dos tugas).
Embora esteja um pouco chateado por eu não ter ficado na lista final dos últimos dez (paciência, ao menos fiquei melhor posicionado que o Santana Lopes), notei que entre os finalistas se encontra um senhor de nome António de Oliveira Salazar!
O mais engraçado é que quem lidera esta lista (perfeitamente isolado, com uma táctica 4x3x3 em profundidade à la José Mourinho) é precisamente o nosso ditador preferido: Salazar.
Mais: parece que o único capaz de lhe retirar este título (quase assegurado) é, nem mais nem menos, que o seu arqui-rival Álvaro Cunhal!
Ou seja, mesmo depois de mortos, estes dois continuam às turras.
O que acho delirante é o facto de os portugueses preferirem pessoas simples mas com um gosto excessivo pelo poder (um pelo seu próprio poder sobre o país, outro pelo poder do proletariado sobre as restantes classes - traduzido no domínio exclusivo do Partido Comunista, que quase esteve para acontecer no PREC*)!

Para terminar este longo post (mas mesmo assim mais curto que os comentários do Professor Marcelo), apenas pretendo divulgar a equipa que Scolari escolheu para assegurar a vitória de Portugal.
O título já está no papo!!!

via Cartoon de António, in Expresso

Continência e tal,
Jonas

*OPA - oferta pública de aquisição (em miúdos traduz-se numa compra hostil, envolvendo espadas, espingardas e, caso seja necessário, até uma Carolina Salgado ou um guarda Abel - no caso da OPA do FC Porto aos últimos campeonatos).

*PREC - período revolucionário em curso (é basicamente uma OPA sobre Portugal com espingardas mas sem a Carolina Salgado ou o guarda Abel).

Referência: Tema baseado no post «Não havia de ser só miséria» do blog avenidacentral.blogspot.com.